Sicoob Agrocredi aprova balanço de 2017 com resultado de R$ 44,3 milhões

O Sicoob Agrocredi realizou a Assembleia Geral Ordinária, na última sexta-feira, 20 de abril, no auditório da sede, em Guaxupé. Na Assembleia foi aprovado o balanço referente ao ano de 2017 e a distribuição dos resultados. Participaram da assembleia os associados, os Conselhos de Administração e Fiscal e a Diretoria Executiva.

O Sicoob Agrocredi encerrou 2017 com um total de 43.088 associados, um aumento de 16,49% em relação ao ano anterior.

Diante dos desafios impostos pelo atual cenário político-econômico, com incertezas e marcantes mudanças, o SICOOB AGROCREDI reagiu com investimentos crescentes e constantes incentivos aos negócios.

Ao longo de seus 25 anos de existência, o SICOOB AGROCREDI vem cumprindo seu compromisso com foco na excelência do atendimento e satisfação dos seus associados. Em 2017, atingiu o número de 43.088 associados, um crescimento de 16,49% em relação ao ano anterior. Consequentemente, o resultado gerado pela movimentação dos associados retornou para o quadro associativo como sobras, obtendo um valor expressivo de R$ 44,3 milhões. O Patrimônio Líquido obteve uma elevação de 20,9%, totalizando o valor de R$ 200 milhões e os ativos totalizaram em R$ 930,9 milhões, crescimento de 4,85% em relação a 2016. Assim, conclui-se que o Sicoob Agrocredi sustentou o plano de desenvolvimento e crescimento nos negócios em condições saudáveis, o que o destaca no seu âmbito de atuação.

Avaliando a sustentabilidade financeira como um fator determinante para o crescimento e desenvolvimento da economia local, o SICOOB AGROCREDI atua de forma significativa para melhorar o padrão de vida dos seus associados. Tem superado as adversidades do mercado com autonomia financeira e crescimento em longo prazo, ou seja, praticando taxas de juros que são suficientes para cobrir os custos operacionais, obter sobras e proporcionar reservas que permitam seu crescimento futuro.

Em uma analogia com o sistema bancário, de acordo com a média disponibilizada no site do Banco Central do Brasil, o diferencial da Cooperativa se tornou mais evidente, uma vez que, transpondo nossos custos aos praticados pelos bancos comerciais, atingimos uma economia de R$ 109,9 milhões para nossos cooperados, originados principalmente da aplicação de taxas e tarifas.

 

  • Eleição do Conselho Fiscal

Na Assembleia, os associados também elegeram os novos membros do Conselho Fiscal para a gestão 2018-2019.  Os nomes dos conselheiros serão encaminhados para apreciação do Banco Central, como prevê a legislação do Sistema Financeiro Nacional e, após a homologação, serão empossados.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *